CERES

ASSOCIAÇÃO CRICIUMENSE DE APOIO A SAÚDE MENTAL

ARTIGOS

voltar

Depressão

No nosso dia a dia costumamos dizer: “Hoje eu acordei deprimido”,” tal situação me deixou deprimido”, “briguei com minha namorada e estou deprimido”, atribui-se esse comportamento como sinônimo de tristeza ou “fossa”. Mas não é desse tipo de depressão que iremos falar, mas sim sobre o significado da depressão como doença. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão é um transtorno mental. Para ser diagnosticado em um quadro depressivo, o indivíduo deve apresentar um ou mais dos principais sintomas como: tristeza profunda; perda de interesse em ações cotidianas; ausência de prazer; oscilações entre sentimento de culpa; falta de concentração; sensação de cansaço; baixa autoestima; sensação de impotência diante dos problemas; medos, inseguranças, intolerância, irritabilidade; distúrbios do sono ou do apetite. Lembrando que nem todos os sintomas necessariamente se manifestam em todos os indivíduos. Nos adolescentes por exemplo os sinais se confundem com comportamentos comuns dessa fase. Episódios depressivos costumam surgir sem motivo aparente e não são passageiros, podem durar dias, meses e até anos. Além dos sintomas psicológicos caracterizada por doença psiquiátrica, a Depressão também causa sintomas fiscos como pressão no peito, dores de cabeça, dores no corpo, má digestão, azia, constipação entre outros. Cita-se algumas causas: o ambiente em que o indivíduo vive, bem como suas experiências pessoais e sua genética são fatores que podem colaborar para a doença ou seja: fatores biológicos, psicológicos e ambientais tem uma importante peso nos quadros depressivos. O uso de drogas e álcool também pode causar o distúrbio. O quadro depressivo pode ser longo, se tornando até mesmo crônico, ou recorrente, tendo idas e vindas, também pode variar, indo do mais leve, que pode ser tratado apenas com acompanhamento psicológico, até o mais grave que exige tratamento medicamentoso. Não podemos esquecer que crianças, idosos e gestantes também podem apresentar depressão.  O depressivo apresenta grandes dificuldades em procurar ajuda justamente porque os sintomas do distúrbios fazem com que se sinta sem força e estímulos. O preconceito ainda existe, ligado ao estigma da loucura e falta de vontade do paciente, impedindo que ele próprio aceite sua condição. Ressalta-se que o auxílio da família é fundamental para a busca do tratamento, tornando uma recuperação mais rápida, bem como procurar conhecer mais sobre a doença. A equipe CERES oferece atendimento psicológico gratuito. Conheça nosso trabalho.

 

voltar

GALERIAS DE FOTOS