CERES

ASSOCIAÇÃO CRICIUMENSE DE APOIO A SAÚDE MENTAL

SAÚDE MENTAL

voltar

Fobia Simples ou Específica

As Fobias Simples são medos limitados de objetos, situações ou atividades específicas. As Fobias Simples mais comuns na população geral, envolvem animais, particularmente cachorros, cobras, insetos e ratos. O objetivo ou a situação é evitada ou tolerada com intensa ansiedade.

A ansiedade aumenta ou decresce de uma maneira completamente previsível, que varia com o lugar ou a natureza do estímulo fóbico (por exemplo: altura do edifício, proximidade do gato, tamanho ou comportamento do cachorro).

Ocorre ansiedade de antecipação acentuada se a pessoa for confrontada com a necessidade de entrar na situação fóbica simples, e tais situações são, portanto, habitualmente evitadas.

Na Fobia Simples o medo geralmente não é do objeto em si, mas de alguma consequência terrível que os indivíduos acreditam que possa resultar do contato com aquele objeto.

Invariavelmente, a pessoa reconhece que seu medo é excessivo ou irracional; porém, tranquilizá-los dizendo que “não há realmente nada a temer”, não diminui seus medos.

O medo ou o comportamento de evitamento interfere significativamente na rotina normal da pessoa e nas atividades ou relações sociais com os outros, ou há sofrimento acentuado acerca do medo.

A maior parte das fobias simples que começam na infância desaparecem sem tratamento. Contudo, aquelas que persistem na idade adulta raramente melhoram sem tratamento.

Sintomas

- Olhos de dilatam;
- Aumento do batimento cardíaco;
- A pessoa fica em estado de alerta;
- Dor de estômago;
- Respiração curta, ofegante.

Orientações

- Aprender a controlar o medo por meio de relaxamento;
- Falar consigo mesmo;
- Quebrar o círculo vicioso da ansiedade; procurando abordar diretamente os medos e vencê-los, mas é necessário o apoio de um profissional para poder colocar em prática;
- Colocar pequenas metas em relação ao objeto da fobia;
- Fazer algo prático em relação ao medo.

 

voltar

GALERIAS DE FOTOS