CERES

ASSOCIAÇÃO CRICIUMENSE DE APOIO A SAÚDE MENTAL

SAÚDE MENTAL

voltar

Transtorno Obsessivo Compulsivo - TOC

O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é baseado na existência de um pensamento obsessivo (idéia fixa) como meio de contaminação por alguma doença e de compulsão (desejo irreprimível de executar determinado ato) como o excessivo e repetitivo ato de lavar. O ritual desenvolvido, “teatralizado”, ajuda a diminuir as ansiedades criadas pelo pensamento obsessivo.

As pessoas portadoras de transtorno obsessivo-compulsivo sabem que seus pensamentos obsessivos são irracionais, mas se sentem totalmente impotentes em controlá-los.

As compulsões consomem muito tempo, e podem, logicamente, interferir em muitos aspectos de sua vida como na rotina de seu dia-a-dia, ou no seu trabalho, ou ainda no relacionamento com outras pessoas. Contudo, a não execução de compulsão desencadearia um quadro de grande ansiedade.

Sintomas

Alguns dos mais comuns “rituais” obsessivos são:
-Pavor na contaminação de coisas sujas ou micróbios;
-Ser excessivamente exigente quanto à arrumação de suas coisas;
-Pavor dos pensamentos sobre sexo não comuns;
-Impulsos agressivos;
-Dúvidas sobre os assuntos que sabe que não tem nenhuma necessidade de se preocupar.

Alguns dos mais comuns atos compulsivos são:
-Conferir;
-Medir;
-Lavar;
-Guardar;
-Contar;
-Necessidades de fazer perguntas ou aceitar culpas imaginárias.
 

Orientações

O transtorno obsessivo-compulsivo pode ser tratado através de técnicas de relaxamento, psicoterapia ou medicamentos químicos ou mesmo por uma combinação de todos os três, o seu médico ou psicólogo saberá escolher o tipo de terapêutica que melhor se recomenda ao seu caso.
Outras recomendações:
-Se sentir vontade de lavar as mãos, depois de tocar em algo que considera sujo ou contaminado, evite fazê-lo por pelo menos uma hora e meia;
-Lave as mãos só por motivos de higiene. Se tiver alguma dúvida observe como a maioria das pessoas se comporta: é uma forma de constatar quando um determinado comportamento pode ser exagerado;
-Verifique apenas uma vez, e contenha-se de fazer novas verificações;
-Evite tentar afastar da mente pensamentos “horríveis”. Se você não der importância eles desaparecem por si;
-Não tente ter certeza de tudo. Muitas vezes isto é impossível, assim como não cometer falhas ou fazer as coisas absolutamente perfeitas;
-Procure enfrentar tudo o que tem evitado e deixe de fazer tudo o que lhe dá alívio.
-Para convencer-se de que seus medos são absurdos, exagerados ou infundados, nada melhor do que testá-los na prática.

 

voltar

GALERIAS DE FOTOS